Maraisa diz que foi vítima de relação tóxica após ser cobrada em live

A live de Maiara e Mara√≠sa n√£o terminou, pelo menos para a Justi√ßa. √Č que a 1¬į Vara de Execu√ß√Ķes de T√≠tulos de Bras√≠lia recebeu uma peti√ß√£o para que o cach√™ da dupla [...]

Maraisa diz que foi vítima de relação tóxica após ser cobrada em live

A live de Maiara e Mara√≠sa n√£o terminou, pelo menos para a Justi√ßa. √Č que a 1¬į Vara de Execu√ß√Ķes de T√≠tulos de Bras√≠lia recebeu uma peti√ß√£o para que o cach√™ da dupla seja penhorado para pagar um suposto empr√©stimo de R$ 1 milh√£o, que Mara√≠sa teria feito com a Gaia Agrobusiness, empresa da qual √© s√≥cio o ex-cunhado dela, Elias Fernandes.

A dívida teria sido feita, por meio de nota promissória, para comprar uma fazenda no Município de Morrinhos (GO). Fernandes afirma que a cantora não quitou o empréstimo, que com juros e atualização monetária, estaria agora na casa de R$ 1,4 milhão.

Primeiro, ele tentou penhorar a fazenda, mas Mara√≠sa n√£o √© propriet√°ria do im√≥vel (avaliado em R$ 13,9 milh√Ķes). Depois, ele tentou intimar a empresa que gerencia a carreira da dupla, mas a Work Show n√£o era respons√°vel pela live. Por fim, fez a peti√ß√£o para que a empresa que realizou a transmiss√£o, a Show Completo Produ√ß√Ķes Art√≠sticas, penhore o cach√™.

Procurada, Mara√≠sa se manifestou por meio de sua assessoria de imprensa e disse que foi "ing√™nua" e se deixou manipular pelo ex-namorado, Raimundo Fernandes, com quem teria deixado diversas promiss√≥rias em branco assinadas. Ela tamb√©m diz que sofreu amea√ßas para que o assunto n√£o chegasse à m√≠dia.

"Parece moda falar em relacionamento abusivo, mas ele realmente existe", afirmou. "Senti isso na pele! Você se deixar manipular a ponto de assinar promissória em branco é muito mais que ingenuidade."

"A √ļnica coisa que desejo √© a resolu√ß√£o disso o mais breve poss√≠vel", prosseguiu. "J√° me sinto muito forte por n√£o ter cedido às amea√ßas de levar o assunto para imprensa, pronto t√° a√≠! Sobre este assunto √© a primeira e √ļnica vez que vou me pronunciar, uma hora isso tem de deixar de fazer parte da minha vida."

O advogado dela, Mauricio Vieira de Carvalho Filho, diz que o processo tem o "intuito de causar constrangimento" à cantora, que ela nunca fez nenhum tipo de neg√≥cio com Elias Fernandes e que o ex-namorado dela, Raimundo, repassou para o irm√£o de forma il√≠cita as promiss√≥rias assinadas.

"Durante o relacionamento, e devido à pouca idade e à pouca instru√ß√£o da mesma à √©poca, [Mara√≠sa] foi induzida por seu ent√£o namorado, Raimundo, a assinar v√°rias promiss√≥rias em branco, sob o argumento de que ambos iriam adquirir uma propriedade rural", afirmou. "Tanto o Senhor Elias, quanto o seu irm√£o Raimundo, buscam de maneira vil e suja, compelir que a Maraisa efetue o pagamento de um d√©bito inexistente, sem lastro, e sem justificativa."

Leia abaixo o que diz o advogado de Maiara & Maraisa:

"No que concerne ao Processo Judicial n? 0714309-49.2019.8.07.0001, em tr√Ęmite perante a 1¬™ Vara de Execu√ß√£o de Bras√≠lia, onde consta como Exequente Elias Fernandes da Silva e como Executado Carla Maraisa Henrique Pereira, necess√°rio se faz alguns importantes esclarecimentos e pondera√ß√Ķes abaixo:

1 - O Processo foi protocolizado em 30/05/2019, ou seja, h√° mais de 01 ano, tendo a Maraisa j√° apresentado defesa nos referidos autos, sendo que o Senhor Elias, de maneira leviana e imoral, atrav√©s de seus patronos, tem buscado jogar e dilvulgar o m√°ximo poss√≠vel de informa√ß√Ķes sobre o processo (QUE S√ÉO P√öBLICAS) com o √ļnico e exclusivo intuito de causar constrangimento √° Maraisa, o que n√£o ocorre, e nem ocorrer√°, posto que a mesma √© V√ćTIMA de todo um "circo" criado para que a mesma seja prejudicada.

2 - A Maraisa NADA DEVE AO SENHOR ELIAS, nunca comprou nada, ou fez qualquer negócio ou fez empréstimo com o mesmo, nunca teve relação comercial com a pessoa que ajuizou a ação judicial em seu desfavor. O senhor Elias é irmão do ex namorado da Maraisa, o senhor Raimundo, o qual de maneira, ilícita repassou uma nota promissória para o seu irmão, com o claro intuito de tentar conseguir vantagem financeira em desfavor da mesma.

3 - A Maraisa teve um relacionamento com o Senhor Raimundo, um relacionamento abusivo e t√≥xico, o qual a mesma sofre as consequ√™ncias at√© os dias atuais. Durante o relacionamento, e devido a pouca idade, e pouca instru√ß√£o da mesma à √©poca, foi induzida por seu ent√£o namorado, Raimundo, √° assinar v√°rias promiss√≥rias em branco, sob o argumento de que ambos iriam adquirir uma propriedade rural. Todas as promiss√≥rias foram assinadas em branco, sendo que das 07 promiss√≥rias, apenas 06 foram devolvidas depois DA INTERVEN√á√ÉO dos advogados da mesma. Contudo, uma das promiss√≥rias n√£o foi devolvida, e foi preenchida √° m√£o, pelo senhor Raimundo, tendo como CREDOR a empresa Gaia Agribusinnes, da qual o Senhor Raimundo √© S√≥cio.

4 - Nota-se que a promissória NÃO FOI PREENCHIDA PELA MARAISA, e que todas foram assinadas no mesmo dia, conforme se faz prova pelos documentos em anexo.

5 - Outro ponto de suma import√Ęncia, √© que a Nota Promiss√≥ria foi preenchida inicialmente tendo como credor a empresa Gaia Agribusinnes, sendo que a mesma chegou a ser protestada na Comarca de Goiatuba, em 26/06/2018, tendo como apresentante o pr√≥prio Raimundo, ressaltando que a pra√ßa de pagamento era a comarca de Goiatuba, no Estado de Goi√°s.

6 - A empresa Gaia Agribusinnes, entrou com um pedido de Recupera√ß√£o Judicial em 25/10/2017, mediante processo n? 5399984.67.2017.8.09.0067, perante a 1¬™ Vara C√≠vel da Comarca de Goiatuba, declarando d√©bitos de R$ 197.000.000,00 (cento e noventa e sete milh√Ķes de reais). Assim, de maneira SURPREENDENTE, sem nenhum tipo de autoriza√ß√£o judicial, ou mesmo do administrador judicial, ou sequer dos credores, a empresa Gaia, ENDOSSA E TRANSFERE A NOTA PROMISS√"RIA para o irm√£o do Senhor Raimundo, ora s√≥cio da empresa Gaia, o qual protocolou a referida a√ß√£o de execu√ß√£o na comarca de Bras√≠lia.

7 - Em síntese, tanto o Senhor Elias, quanto o seu irmão Raimundo, buscam de maneira vil e suja, compelir que a Maraisa efetue o pagamento de um débito inexistente, sem lastro, e sem justificativa. Hoje vivemos em um momento de sororidade, e apoio incondicional as mulheres, principalmente as vítimas de relacionamentos abusivos e criminosos, como o que a Senhora Maraisa foi compelida. Não aceitaremos que a Maraisa seja ameaçada, constrangida, ou mesmo fique desconfortável com as tentativas vazias de se criar uma narrativa inconsistente, e totalmente incoerente com a verdade.

8 - Todos os fatos aqui narrados s√£o p√ļblicos e de f√°cil verifica√ß√£o, e todos os fatos j√° foram levados ao conhecimento da justi√ßa, os quais aguardam a sua respectiva an√°lise e delibera√ß√£o.

9 - Aproveitamos sim, que com a publicidade buscada pelas partes, que todas as quest√Ķes acima sejam devidamente explicadas, e que o Ju√≠z da A√ß√£o de Recupera√ß√£o Judicial da Empresa Gaia Agribusiness tome conhecimento de tal fato, bem como o Minist√©rio P√ļblico, o Administrador Judicial e os seus respectivos credores". Dr. Mauricio Vieira de Carvalho Filho