Delegado explica por que atitudes de Karol Conká no BBB 21 são criminosas

Foto: Reprodução | Nenhuma violação de direitos autorais pretendida.

Foto: Reprodução | Nenhuma violação de direitos autorais pretendida.

A participa√ß√£o de Karol Conk√° no "BBB 21" foi uma das grandes surpresas da edi√ß√£o e, assim que ela foi anunciada, telespectadores e famosos celebraram sua entrada no reality e declararam torcida. O jogo come√ßou e, em apenas uma semana, tudo mudou. As atitudes da sister come√ßaram a revoltar o p√ļblico, e o que mais chamou aten√ß√£o foi a forma como ela passou a tratar Lucas Penteado após se desentender com o ator.

Nas redes sociais, o p√ļblico a acusou de fazer press√£o psicológica em Lucas e o caso pode parar na Justi√ßa. "A press√£o psicológica ou viol√™ncia psicológica pode ocorrer de v√°rias formas, nesse caso em espec√≠fico houve o momento em que a Karol "manda" ele sair da mesa, chama ele de "bosta" e ainda diz para ele n√£o olhar para ela, finalizando com "respeita a mamacita"", explicou o delegado Bruno Lima. O termo "mamacita" j√° é conhecido por ser usado na m√ļsica Tombei, uma das mais famosas da cantora. O profissional est√° em contato com a fam√≠lia de Lucas e contou à Jovem Pan que j√° deu orienta√ß√Ķes sobre como o caso pode ser enquadrado em uma a√ß√£o seja ela criminal ou c√≠vel.

O delegado afirma que "as condutas de Karol Conk√° podem – em tese – serem interpretadas como criminosas, uma vez que atentam contra as honras objetiva (difama√ß√£o, art. 139, CP) e subjetiva (inj√ļria, art. 140, CP) do participante Lucas Penteado". Como difama√ß√£o e inj√ļria s√£o crimes contra a honra, Bruno disse que é necess√°rio que o ofendido preste uma queixa, pois, nesse caso, n√£o cabe uma den√ļncia do Ministério P√ļblico. "Se o ofendido formalizar a queixa contra Karol Conk√°, ela poder√° ser condenada à pena de deten√ß√£o de tr√™s meses a um ano e multa para cada um dos crimes." Vale ressaltar que depois do Jogo da Discórdia que aconteceu na segunda-feira, 1¬ļ, a cantora decidiu mudar sua postura e chegou a pedir desculpas para Lucas, mas isso n√£o necessariamente muda a situa√ß√£o da sister na Justi√ßa.

No caso do crime de difama√ß√£o, o delegado explica que se Karol formalizar o pedido de desculpas "a punibilidade do crime poder√° ser extinta (art. 107, VI c/c art. 143, ambos do Código Penal)". Por outro lado, o crime de inj√ļria "n√£o admite retrata√ß√£o e, portanto, o pedido de desculpa n√£o tem consequ√™ncias jur√≠dicas". Em meio a tantas pol√™micas, Bruno falou que decidiu procurar a fam√≠lia de Lucas para prestar apoio, pois acredita que é importante tentar impedir esse tipo de atitude em um programa de entretenimento. "Todos os integrantes da casa s√£o influenciadores da sociedade e, como tal, devem ter responsabilidade em rela√ß√£o às suas a√ß√Ķes. Atuar da forma correta é mostrar à sociedade que mesmo no conforto da sua "resid√™ncia", nas conversas com amigos ou mesmo desconhecidos, precisa haver respeito. É preciso mostrar para a opini√£o p√ļblica que a lei é o √ļnico norte da sociedade, e, por fim, demonstrar o car√°ter pedagógico-punitivo do direito", pontou Bruno.

Lucas também pode ter problemas na Justi√ßa, j√° que uma suposta ex-namorada do ator o acusa de agress√£o. Um Boletim de Ocorr√™ncia foi aberto na Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) em Diadema, no ABC paulista. O delegado comenta que isso n√£o muda a situa√ß√£o em rela√ß√£o às atitudes de Karol dentro do "BBB 21". "As condutas de ambos dever√£o ser analisadas e individualizadas para, ao final, serem condenados ou absolvidos."