Ministério Público de São Paulo denuncia Gabigol por crime contra a saúde pública

Foto: Reprodução | Nenhuma violação de direitos autorais pretendida.

Foto: Reprodução | Nenhuma violação de direitos autorais pretendida.

O Ministério P√ļblico de S√£o Paulo (MP-SP) denunciou o atacante Gabriel Barbosa, Gabigol, do Flamengo, por crime contra a sa√ļde p√ļblica por ter participado na madrugada do √ļltimo domingo de aglomera√ß√£o com outras 150 pessoas em um cassino clandestino na zona sul da capital.

O MP-SP pede o pagamento de 100 sal√°rios m√≠nimos (R$ 103.900,00) ao Fundo Municipal da Crian√ßa e do Adolescente (FUMCAD) pela infra√ß√£o penal. Gabriel e outras 57 pessoas ser√£o processadas pelo crime previsto no artigo 268 do Código Penal, por desrespeitar medida do poder p√ļblico para evitar a propaga√ß√£o de doen√ßa contagiosa.

O gerente do cassino e os funcion√°rios v√£o responder também por realizarem jogos de azar, que é uma contraven√ß√£o penal. Gabriel foi flagrado em um cassino, na Vila Ol√≠mpia, em uma opera√ß√£o de for√ßa-tarefa contra aglomera√ß√Ķes durante a pandemia. Cerca de 200 pessoas estavam no local, entre elas o cantor de funk MC Gui.