Equipe de reportagem é atacada por criminosos em Manaus

Foto: Divulgação - Nenhuma violação de direitos autorais pretendida

Foto: Divulgação - Nenhuma violação de direitos autorais pretendida

Enquanto trabalhavam na gravação de uma reportagem na rua São Francisco, bairro Coroado, Zona Leste de Manaus, o cinegrafista Renê Silva dos Santos, de 45 anos, e a repórter Natasha Pinto, foram alvo de criminosos na manhã desta quinta-feira (15).

Os profissionais do Grupo Diário de Comunicação tiveram os celulares roubados e na tentativa de evitar a fuga dos suspeitos, o cinegrafista acabou ferido com dois tiros, sendo um no tórax e outro na mão.

A equipe fazia a cobertura no local de uma tentativa de homicídio, ocorrido na noite de quarta-feira (14), durante as gravações foram abordados pela dupla criminosa, que estava em uma moto de cor vermelha

Os criminosos fugiram e, em seguida, a equipe seguiu a para outro ponto da cidade quando se deparou com os bandidos na avenida Cosme Ferreira.

Em uma tentativa de intervir na fuga dos suspeito, o cinegrafista, que conduzia o carro de reportagem, jogou o veículo em cima da moto dos bandidos. Ainda conforme as informações divulgadas, houve luta corporal entre Renê e o suspeito, que estava armado e efetuou o disparo contra o profissional.

Após ficar ferido, Renê recebeu ajuda e foi conduzido para o Hospital João Lúcio. A jornalista não sofreu ferimentos e ainda tentou contato com a polícia, no entanto, em comunicado a corporação que atende a área informou que não havia viatura para atender a ocorrência.

O cinegrafista foi conduzido para sala de cirurgia da unidade de saúde e se encontra em em estado estável.