PF realiza operação em São Paulo contra o tráfico internacional de marfim de elefantes

Foto: Divulgação | PF - Nenhuma violação de direitos autorais pretendida

Foto: Divulgação | PF - Nenhuma violação de direitos autorais pretendida

A Polícia Federal (PF) deu início, na manhã desta segunda-feira (3) a uma ação para cumprir dois mandados de busca e apreensão na capital de São Paulo contra investigados pelo comércio ilegal de marfim de elefantes.

Ela faz parte da Operação Airâvata, que visa investigar casos de tráfico do produto extraído ilegalmente dos dentes dos animais. A ação é realizada com o apoio do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e da Polícia Ambiental do Estado de São Paulo.

A operação teve início em 2020, quando contou com o apoio da Interpol e com a Organização Mundial das Aduanas, ocasião em que fora realizada a apreensão de cerca de 300 peças feitas de marfim, apenas na cidade de São Paulo.

Na atual fase das investigações foi identificado um possível fornecedor de peças de marfim. O nome da operação faz referência a Airâvata, considerado Rei dos elefantes na mitologia hindu, e montaria do deus Indra.