Covid-19: Ministério da Saúde discute ações para conter novas cepas

Foto: Reprodução | Nenhuma violação de direitos autorais pretendida.

Foto: Reprodução | Nenhuma violação de direitos autorais pretendida.

O Ministério da Sa√ļde e as prefeituras da capital paulista e de Guarulhos est√£o discutindo a√ß√Ķes conjuntas para tentar evitar que novas variantes da covid-19 se espalhem pelo pa√≠s. Segundo o Ministério da Sa√ļde, as cidades de Guarulhos, sede do aeroporto internacional mais movimentado do pa√≠s, e de S√£o Paulo s√£o focos de maior preocupa√ß√£o em rela√ß√£o a uma poss√≠vel dissemina√ß√£o de muta√ß√Ķes do v√≠rus causador da covid-19, em particular, a cepa recentemente identificada na √ćndia (B.1.617)

Neste s√°bado (22), o ministro da Sa√ļde, Marcelo Queiroga, conversou, conjuntamente, por videochamada, com o prefeito de Guarulhos, Gustavo Henric Costa, e com o secret√°rio municipal de Sa√ļde de S√£o Paulo, Edson Aparecido. Também participaram da conversa técnicos da Ag√™ncia Nacional de Vigil√Ęncia Sanit√°ria (Anvisa) e da coordenadoria de Vigil√Ęncia em Sa√ļde da capital paulista, além do secret√°rio-executivo da secretaria estadual de Sa√ļde, Eduardo Ribeiro Adriano .

Aparecido apresentou ao ministro o plano de a√ß√Ķes municipais para tentar prevenir, identificar e controlar a dissemina√ß√£o de eventuais novas variantes do novo coronav√≠rus na cidade de S√£o Paulo. O plano prev√™ medidas como a tentativa de identificar pessoas com sintomas da doen√ßa em aeroportos, terminais rodovi√°rios e rodovias de acesso a S√£o Paulo. Uma vez identificadas por meio da aferi√ß√£o da temperatura, as pessoas sintom√°ticas ser√£o testadas e, em caso positivo para covid-19, dever√£o ser isoladas.

Anvisa atua nos aeroportos e portos

Em nota, a Anvisa informou que j√° trabalha dentro de aeroportos e portos de todo o pa√≠s, abordando passageiros e procurando detectar casos suspeitos informados às secretarias estaduais e municipais para que estas verifiquem se s√£o infec√ß√Ķes e, também, as pessoas que tiveram contato recente com quem testou positivo. Além disso, o Brasil vetou a entrada de passageiros provenientes da √ćndia, Reino Unido, Irlanda do Norte e África do Sul.

A proposta da prefeitura de S√£o Paulo também prev√™ a√ß√Ķes educativas e a divulga√ß√£o de mensagens sobre os sintomas, formas de preven√ß√£o e de conten√ß√£o da doen√ßa em aeroportos e terminais rodovi√°rios.

Para colocar as medidas em pr√°tica, a secretaria municipal de Sa√ļde espera contar com o apoio de servidores da Anvisa e da Pol√≠cia Rodovi√°ria Federal (PRF), com a qual prop√Ķe uma parceria para realizar a√ß√Ķes no terminal rodovi√°rio do Tiet√™ e nas estradas federais Fern√£o Dias e Presidente Dutra.

Durante a reuni√£o de hoje, o ministro Marcelo Queiroga manifestou maior preocupa√ß√£o com a variante B.1.617. "Considerando que S√£o Paulo é a maior cidade do pa√≠s e Guarulhos o maior aeroporto, devemos refor√ßar a vigil√Ęncia para que essa variante n√£o se espalhe pelo Brasil" disse o ministro da Sa√ļde.

Segundo a prefeitura de S√£o Paulo, até o momento, n√£o h√° qualquer evid√™ncia da presen√ßa da variante B.1.617 do novo coronav√≠rus na cidade. Ainda assim, a prefeitura considera "essenciais" as medidas de controle às pessoas que chegam à capital paulista, procedentes de outras regi√Ķes.