Mulher e filho têm casa roubada em Manaus e ficam sem bens para produzir doces

Foto: ATUAL - Nenhuma violação de direitos autorais pretendida

Foto: ATUAL - Nenhuma violação de direitos autorais pretendida

A portadora de deficiência Keila Barros da Costa, 53, que vende brigadeiros e bolo de pote no Centro de Manaus para complementar a renda, foi assaltada no dia 14 de maio e está buscando ajuda para voltar a produzir seus doces.

Enquanto ela e o filho, Mozart da Costa Matos, 21 anos, que sofre de transtorno mental polissintomático, estavam oferecendo os doces, a casa deles no bairro Terra Nova, na zona norte, foi arrombada. Ao registrar queixa na Polícia, Keila afirmou que foram furtados um fogão com botija, uma cama de solteiro e um celular.

"Consegui um celular novo e uma quantia para um novo aluguel, com pessoas que se mobilizaram para me ajudar", disse Keila, que mudou de endereço após o assalto. Ela disse ter ficado com medo. "Ainda estou sem fogão, sem poder cozinhar e sem poder fazer meus brigadeiros para vender", disse, apelando por ajuda.

Interessados em auxiliar podem entrar em contato direto com Keila, ligando para (92) 99410-6472, que também é WhatsApp.