Wilson Lima diz que ataques do CV em Manaus foram "evento excepcional"

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

O governador Wilson Lima falou sobre a chegada da Força Nacional ao Amazonas nesta quarta-feira (9), e ressaltou que apenas 40 integrantes do efetivo, já estão em Manaus, outros 104 devem chegar na quinta-feira (10).

Lima afirmou que há uma previsão de que os agentes fiquem no estado por 30 dias e disse que uma reunião será realizada na tarde desta quarta para definir onde e de que forma a Força Nacional vai atuar de forma conjunta com as forças policiais do Amazonas.

O governador destacou que os ataques da facção Comando Vermelho foram um evento "excepcional", no estado e que por isso, foi solicitado o reforço dos militares. Além de atuar diretamente contra o crime organizado e os ataques do CV, as tropas devem atuar também nos presídios.

O coronel Américo Gaia, que comanda as equipes Força Nacional que estão em Manaus falou sobre a onda de ataques e destacou que a ação ocorreu de forma incomum ao padrão da facção, já executado em outros estados:

"O Amazonas passa por uma situação ou problema inusitado, inclusive do modo como foram feitos os ataques, fogem um pouco do padrão como se tem assistido e visto por aí pelo Brasil. Hoje à tarde faremos um planejamento para ver uma forma de melhor atender a população amazonense", explicou Gaia.