2ª parcela do 13° do INSS começa a ser paga dia 24 de junho

Foto: Divulgação - Nenhuma violação de direitos autorais pretendida

Foto: Divulgação - Nenhuma violação de direitos autorais pretendida

Aposentados que esperam por um dinheiro extra terão um alívio. Os pagamentos da segunda parcela do 13º do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) começam a partir do próximo dia 24 de junho e seguem até o dia 5 de julho. A escolha das datas dos repasses segue o número final do benefício, começando pelos beneficiários de final 1 e terminando nos de final 0.

O 13º do INSS é pago para quem recebe aposentadorias, auxílio e pensões. O valor começa a partir de um salário mínimo, hoje a R$ 1.100, e podendo chegar ao teto (valor máximo) de R$ 6.433,57. Quem ganha acima do piso nacional recebe o abono depois.

Neste caso, a primeira parcela do benefício foi paga entre 1º e 8 de junho. Agora, a segunda, será paga de 1º a 7 de julho. Começam a receber os segurados com final 1 e 6, depois indo para 2 e 7 e terminando em 9 e 0.

Todas as datas estão disponíveis no site ou aplicativo Meu INSS.

Imposto de Renda

A primeira parcela do 13º do INSS teve como valor metade do benefício, com isenção de Imposto de Renda. Já a segunda parcela corresponde a outra metade acrescida ou não de cobrança do tributo.

Isso porque a tributação varia de acordo com a idade. Segurados de até 64 anos pagam Imposto de Renda caso recebam acima de R$ 1.903,98. Aqueles com idade de 65 anos em diante, a tributação é cobrada se o benefício ultrapassar o valor de R$ 3.807,96.

Calendário de pagamento do 13º Salário do INSS

Confira a seguir todas as datas da antecipação do benefício:

Calendário de pagamento do 13º Salário do INSS
Foto: Divulgação - Nenhuma violação de direitos autorais pretendida


A antecipação do abono anual voltado a aposentados e pensionistas teve seu decreto publicado no dia 4 de maio. De acordo com o Ministério da Economia, a medida prevê injetar cerca de R$ 52,7 bilhões na economia. Por se tratar apenas de uma mudança na data de pagamento, o adiantamento não terá impacto orçamentário.