Volta às aulas presenciais: como será o 2º semestre nas escolas em Manaus

Foto: Divulgação - Nenhuma violação de direitos autorais pretendida

Foto: Divulgação - Nenhuma violação de direitos autorais pretendida

As aulas da rede pública estadual do Amazonas devem seguir em esquema híbrido no 2º semestre de 2021. Em nota, a Secretaria Estadual de Educação (Seduc) afirmou que ainda não há previsão para o retorno integral dos estudantes. No momento, as atividades devem seguir no formato híbrido para todas as modalidades e níveis de ensino.

Em Manaus, a Secretaria Municipal de Educação (Semed) afirmou que a prioridade continua sendo garantir a segurança dos alunos e servidores, além de evitar a propagação da Covid-19 nas escolas da capital.

Em pronunciamento nessa terça-feira (20), o Ministro da Educação, Milton Ribeiro, defendeu o retorno às aulas presenciais em todo o país. Por lei, os estados têm autonomia para decidir sobre a volta às aulas na rede estadual; os municípios, na rede municipal. Ribeiro falou que o governo federal não tem autonomia sobre o tema e que a volta, segundo ele, é uma "necessidade urgente".

A prefeitura afirmou que o retorno 100% das aulas presenciais é estudado em Manaus. No entanto, a Semed está levando em consideração os números de casos de Covid-19 na capital e o avanço da vacinação na cidade, que já imuniza pessoas a partir de 18 anos. Dados do próprio órgão também mostram que, até o momento, 12.460 servidores da educação municipal já tomaram 1ª dose e 4.239 a 2ª dose do imunizante.

Todos os dados são avaliados por um Comitê Intersetorial, criado para avaliar o atual cenário da pandemia e verificar a possibilidade de mudanças no formato do ensino. Mas até o momento, de acordo com a secretaria, está sendo possível trabalhar com 50% dos estudantes em dias alternados, sem causar aglomeração nas salas de aulas.