"Cumpra sua palavra", diz Marcelo Ramos sobre Bolsonaro vetar Fundão

Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados

Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados

O vice-presidente da Câmara, deputado Marcelo Ramos (PL-AM), desafiou, nesta segunda-feira (26) o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) a vetar artigo que prevê o pagamento dos Fundo Eleitoral, de R$ 5,7 bilhões, cumprindo a promessa que fez na semana passada após a aprovação por parte do Congresso Nacional, da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO).

O deputado presidiu a sessão na qual a LDO foi aprovada. Depois disso, ele virou alvo de ataques do presidente, que o responsabilizou pela aprovação do valor de 5,7 bilhões para o fundo destinado a campanha.

Para Ramos, Bolsonaro blefou ao dizer que vetaria a decisão tomada pelo Congresso. Ele anda desconfia que o presidente participou de uma "grande armação" para dobrar o valor do fundo e colocar a culpa em outra pessoa.

"Eu avisei que era um golpe. Acreditando que eu fui vítima de uma grande armação dele. Ou seja, ele esperaria o Congresso aprovar os R$ 5,7 bilhões para vetar e depois encaminha um projeto de R$ 4 bilhões, que é mais do que o dobro do valor atual", disse Ramos.

Segundo o parlamentar, ao defender um fundão de R$ 4 bilhões, Bolsonaro confirma essa manobra.