Manaus sai de situação de emergência provocada pela cheia recorde

Foto: Ruan Souza | Semcom - Nenhuma violação de direitos autorais pretendida

Foto: Ruan Souza | Semcom - Nenhuma violação de direitos autorais pretendida

O decreto que declarou situação de emergência em Manaus pela cheia histórica ocorrida neste ano terminou nesta terça-feira (3). A subida do Rio Negro atingiu a cota de 30,2 metros, a maior em 119 anos. O Decreto nº 5.078/2021 entrou em vigor no dia 6 de maio e durou 90 dias, período em que o rio Negro esteve em cota de inundação e inundação severa.

Na última sexta-feira (30) a cota atingiu 28,96 metros, saindo de inundação severa (de 29 metros em diante). Na cheia, 21 bairros foram atingidos, afetando quatro mil famílias.