Central de coleta busca evitar descarte de lixo eletrônico em igarapés de Manaus

Foto: Antônio Cruz | Agência Brasil - Nenhuma violação de direitos autorais pretendida

Foto: Antônio Cruz | Agência Brasil - Nenhuma violação de direitos autorais pretendida

O MMA (Ministério do Meio Ambiente) inagurou na manhã desta quarta-feira (29) em Manaus uma "Central de Logística Reversa de Eletroeletrônicos e Eletrodomésticos". O espaço de coleta funcionará no bairro Santa Etelvina, zona leste da capital. O local deve receber produtos que costumam ser descartados em igarapés e ruas da cidade. A população pode agendar para receber caminhões de coleta em casa.

O secretário de Qualidade Ambiental, André França, do Ministério do Meio Ambiente, afirmou que a iniciativa é o começo de um projeto maior. Manaus foi a primeira cidade da região Norte a receber o sistema de coleta. "Isso é histórico, começamos a escrever um capítulo em que não veremos cenas que vimos nas últimas décadas, de ter geladeiras nos igarapés, microondas e tudo o mais", disse. A ação é um dos eventos para comemorar mil dias do governo Bolsonaro.

Pão e plástico

O prefeito de Manaus, David Almeida, também anunciou que negocia com empresas termoplásticas para que as garrafas que são jogadas em rios e igarapés sejam recicladas. Em troca, as empresas darão pão.

Outra ação anunciada por David Almeida foi a criação de um crematório para animais. Ele afirma que muitos animais mortos são jogados nas ruas. "Queremos ser uma cidade ecologicamente correta e precisamos dar exemplo para o mundo", disse.

Para a Abrre (Associação Brasileira de Reciclagem de Eletroeletrônicos e Eletrodomésticos), a implantação da central facilitar cumprir decreto federal. Segundo a gerente Mara Ballam, o Decreto 10.340, de maio de 2020, estabelece que os produtos eletroeletrônicos que podem ser descartados e são de propriedade da administração pública devem ser doados.

"Manaus foi escolhida porque é representativa na Amazônia, mas também pela importância que tem para o setor de eletroeletrônico, com o Polo Industrial", disse Mara Ballam. Cooperativas de catadores de lixo também poderão receber os materiais descartados na central. A coleta agendada pode ser feita no contato: (92) 98415-8563.