Hemorio faz 77 anos com campanha de doação de sangue e de livros

Foto: Fernando Frazão - Nenhuma violação de direitos autorais pretendida

Foto: Fernando Frazão - Nenhuma violação de direitos autorais pretendida

Para celebrar os 77 anos do Hemorio e o Dia Nacional do Doador de Sangue, ambos comemorados no dia 25 de novembro, o Hemocentro inicia hoje (23) a Campanha Recome√ßo, inspirada no cen√°rio otimista de melhora da situa√ß√£o epidemiológica da pandemia de covid-19. Uma parceria com a Bienal do Livro doar√° livros para o Departamento Geral de A√ß√Ķes Socioeducativas (Degase) no Rio de Janeiro.

A campanha Recome√ßo tem como embaixadores a cantora pop Ludmilla e o produtor musical Dennis, que buscar√£o mobilizar seus f√£s para aumentar o n√ļmero de bolsas de sangue coletadas.

"Estou muito honrado de ser embaixador da campanha de doa√ß√£o de sangue, ainda mais ao lado de Ludmilla, que é uma grande parceira na m√ļsica e agora também nessa causa t√£o importante. Sua doa√ß√£o pode salvar vidas" disse o artista.

Ludmilla também vai apoiar o Hemorio, utilizando sua popularidade para convocar os cariocas.

"A causa é nobre demais, principalmente depois dessa pandemia - que ainda est√° a√≠, mas agora de forma mais controlada -, que deixou tanta gente doente, levou tantos dos nossos e deixou os bancos de sangue mais vazios. Como embaixadora da campanha do dia do doador de sangue, gostaria de convocar a todos que podem, a fazer esse gesto de solidariedade e amor".

Para facilitar as doa√ß√Ķes, o Hemorio monta a partir de hoje uma tenda de coleta no Largo da Carioca, no Centro, com capacidade para mais de 200 atendimentos por dia. De acordo com a Secretaria de Estado de Sa√ļde (SES), s√£o necess√°rias cerca de 300 bolsas de sangue por dia para atender a demanda de emerg√™ncias como acidentes de tr√Ęnsito e cirurgias e para pacientes com doen√ßas oncológicas e hematológicas.

Com a pandemia, no √ļltimo ano, as doa√ß√Ķes ca√≠ram para média di√°ria de 210 coletas. Quem teve covid-19 pode doar sangue 30 dias após estar curado. No caso das vacinas, a doa√ß√£o é permitida 48h após receber a dose, no caso da CoronaVac, e de uma semana para os demais imunizantes.

Livros

A Bienal Internacional do Livro vai doar um livro para o Degase a cada bolsa de sangue coletada até o dia 30. A diretora da GL evenos e respons√°vel pela 20¬™ Bienal do Livro Rio, Tatiana Zaccaro, destaca que a parceria ajuda a salvar vidas e também a mudar vidas por meio da cultura.

"Participar de uma a√ß√£o como essa é muito importante para nós. Nossa miss√£o é transformar o pa√≠s por meio da leitura, da cultura e da educa√ß√£o. E poder abastecer as bibliotecas do Degase apoiando uma a√ß√£o de doa√ß√£o de sangue acaba unindo propósitos importantes. Afinal, salvando vidas, podemos fazer com que a cultura mude a vida de mais pessoas".

O festival liter√°rio ocorre entre os dias 3 e 12 de dezembro, no Riocentro, e ter√° transmiss√£o online, propondo a provoca√ß√£o Que histórias a gente precisa contar agora?

Homenagens

Na quinta-feira (25), o Hemorio realiza uma cerimônia na sede, no Centro do Rio de Janeiro, em que ser√£o homenageados os doadores mais antigos e ass√≠duos. Haver√° apresenta√ß√£o da Orquestra Jovem, grupo da A√ß√£o Social pela M√ļsica do Brasil, entre 11h e 12h, com um repertório de cl√°ssicos da m√ļsica brasileira. Para o diretor-geral do Hemorio, Luiz Amorim, o momento é para celebrar a melhora da pandemia.

"É um grande privilégio contar com esses parceiros na constru√ß√£o dessa campanha t√£o importante. Estamos em um momento de recome√ßo para todos nós e essa iniciativa simboliza esse reencontro e esse esfor√ßo na constru√ß√£o de um novo tempo. Doar sangue também simboliza esse gesto de dar a chance de recome√ßar e, por isso, contar com o apoio da popula√ß√£o nesse Dia Nacional do Doador é t√£o importante", explicou.

Entre os parceiros da campanha Recome√ßo est√£o o Brownie do Luiz, que vai entregar brindes e 500 brownies a serem servidos no refeitório de doadores na quinta-feira. A Cedae vai gravar o nome dos doadores em placas que identifica√ß√£o mudas de pau-brasil na Floresta dos Doadores, nas margens do Rio Guandu, que poder√£o ser encontradas por georreferenciamento.

A loja Reserva vai fornecer as camisas oficiais da campanha e o MetrôRio vai informar, pelo avisos sonoros das plataformas, os locais de doa√ß√£o.

Condi√ß√Ķes para doar sangue

Pode doar sangue quem tem entre 16 e 69 anos. É preciso pesar no m√≠nimo 50 quilos, estar bem de sa√ļde e apresentar um documento de identidade oficial com foto. Jovens com 16 e 17 anos podem doar mediante autoriza√ß√£o dos pais ou respons√°veis legais e devem levar um documento de identidade do respons√°vel.

N√£o é necess√°rio estar em jejum, apenas evitar alimentos gordurosos nas quatro horas que antecedem a doa√ß√£o e n√£o ingerir bebidas alcoólicas 12 horas antes. N√£o pode doar quem teve hepatite após os 10 anos de idade ou estiver exposto a doen√ßas transmiss√≠veis pelo sangue, como S√≠filis, Aids, Hepatite e Doen√ßas de Chagas. A doa√ß√£o também é vetada a mulheres gr√°vidas, lactantes e usu√°rios de drogas. Homens podem doar sangue de dois em dois meses, até quatro vezes ao ano, e as mulheres podem doar de tr√™s em tr√™s meses, até tr√™s vezes ao ano.


Edi√ß√£o: Valéria Aguiar