Moradores de Novo Airão participam de curso sobre Horta Caseira

Foto: Divulgação | Sepror - Nenhuma violação de direitos autorais pretendida

Foto: Divulgação | Sepror - Nenhuma violação de direitos autorais pretendida

Vinte moradores do município de Novo Airão (a 115 quilômetros de Manaus) participaram do curso "Horta Caseira", promovido pela Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror), por meio do Departamento Pedagógico (Depe).

O curso teve como objetivo transmitir técnicas de preparo do solo, plantio e transplantio, adubação, colheita e lavagem. O curso, que contou com a entrega de certificados, foi realizado na Secretaria Municipal de Produção do município.

Coordenado pela equipe do Depe da Sepror, com a participação da técnica em agropecuária, Raiceneide Silva e o representante da Prefeitura de Novo Airão, o curso ocorreu no período de 23 a 25 de novembro e teve carga horária de 24 horas/aula, incluindo aula teórica e prática.

O curso promovido pela Sepror é dividido em duas etapas, oportunizando aos alunos o aprendizado de como semear, do preparo do solo e da importância econômica da atividade, além do acompanhamento da plantação.

Na ocasião, os participantes plantaram quatro tipos de hortaliças: alface, cebolinha, tomate e couve. Daqui a 45 dias, os moradores acompanharão, juntamente com os instrutores, o processo de germinação, desenvolvimento, produção e realizarão a colheita das hortaliças plantadas.

A aluna Antônia Santana, que iniciou as atividades como agricultora familiar, se interessou pelo curso por entender que "é de rico aprendizado e grande ajuda para quem está começando as atividades em seu sítio".

''Como eu, que acabei de receber todas as orientações sobre a melhor época para plantar, processo de irrigação, como acompanhar o crescimento e chegar à colheita com os melhores resultados possíveis." Antônia Santana, aluna

Neste mês, a Sepror também realizou o curso de "Caseiro Rural", no município de Manaquiri (a 60 quilômetros da capital), com a participação de 18 alunos comunitários que já exercem a condição de caseiros rurais na região, e que agora são portadores de mais conhecimento para o melhor desempenho da profissão.