TJAM adota trabalho em casa após aumento de casos de COVID-19 em Manaus

Foto: Raphael Alves - Nenhuma violação de direitos autorais pretendida

Foto: Raphael Alves - Nenhuma violação de direitos autorais pretendida

Os serviços nas unidades judiciais do Amazonas devem ser exercidos no sistema home office – em casa – até o dia 31 de janeiro. O teletrabalho é em função do aumento de casos de COVID-19 e Influenza A (H3N2). Caso não seja possível adotar esse regime, as unidades funcionarão com escalas de revezamento e 50% dos servidores na condição presencial, conforme a Portaria nº 68/2022.

Para terceirizados, 70% deverão trabalhar presencialmente. Os funcionários devem usar máscara e manter distanciamento físico. Também é obrigatório a apresentação do comprovante de vacina. Será mantido o atendimento presencial a procuradores, advogados públicos e privados.

Para o público em geral, a presença nas unidades judiciais será restrita aos que comprovarem a intimação ou notificação do Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas.